As ‘ajudas’ da Internet ...

Hoje falo-vos daquela que é uma verdadeira tentação para quem não domina as línguas estrangeiras, os tradutores online.

Elena Monteiro
1 de Julho de 2016

São ferramentas ao dispor de qualquer pessoa com acesso à Internet e que a grande maioria, infelizmente, ainda considera que são ferramentas fidedignas e que dispensam um tradutor. Claro que depende da necessidade de cada circunstância. Se precisar de saber o significado de apenas algumas palavras, uma ou outra expressão ou até mesmo uma frase, não necessitam especificamente de um tradutor. No entanto que ferramentas deve utilizar?

Essa é a questão que vos coloco e é também a questão a que vos tentarei responder.

Google Tradutor, Bing Tradutor, WordLingo, entre Muitos outros são concerteza alguns dos tradutores online que já consultaram ou já ouviram falar.
Confesso que como é óbvio não utilizo nenhum deles, em caso de necessidade prefiro os Dicionários online. Sim ainda existem diccionários. J

A escolha é simples, são fidedignos e para além da informação adicional útil relativamente à gramática, na grande maioria dos casos é possível ver as palavras e suas traduções em diferentes contextos.

Vejamos situações práticas do que vos acabei de escrever, para que saibam as diferenças entre um tradutor e um mecanismo automático (tradutor online) e o seu resultado. As conclusões deixo ao vosso critério.

Exemplo de uma pequena tradução de Inglês para Português:

Texto Original: “If you are afraid of taking chances, there is no way you can suceed.”

Tradução Online 1: “Se você está tendo chances de medo, não existe qualquer forma você pode ter sucesso.”

Tradução Online 2: “Se você está receoso de tomar possibilidades, não há nenhuma maneira de você pode suceder.”

Tradução Correcta: “Se teme arriscar-se, não há como ter sucesso.”

 

Este é apenas um pequeno exemplo de um imenso universo de traduções passíveis de ser encontradas na Internet.

No entanto a minha ideia é ajudar-vos e deixar pelo menos uma sugestão útil para além dos dicionários online disponíveis e gratuitos.

Existe uma ferramenta muito importante e à qual recorro com alguma regularidade. Chama-se IATE - Inter-active Terminology for Europe, que é a base de dados terminológicos, inter-institucional, interactiva e multilingue da União Europeia e que existe desde 1999 mas só disponível ao público em geral desde 2007.

Esta base de dados é utilizada nos textos das instituições europeias e é dirigida à redação, tradução e interpretação dos domínios de atividade das instituições da União Europeia, visando promover o rigor terminológico e melhorar a coerência e a qualidade das traduções. 

As Instituições envolvidas neste projecto  IATE são por exemplo: 

  • Parlamento Europeu
  •  Conselho da União Europeia
  • Tribunal de Justiça
  • Tribunal de Contas
  • Comité Económico e Social Europeu
  • Comité das Regiões
  • Banco Central Europeu
  • Banco Europeu de Investimento
  • Centro de Tradução dos Organismos da União Europeia

Para além das 25 línguas possíveis de serem traduzidas, pode pesquisar por ‘tipo de pesquisa’, ou seja, por termo ou abreviatura mas esta ferramenta permite-lhe também algo muito importante, a utilização de um critério de pesquisa.

Ao pesquisar e quando os resultados da tradução surgem, existe no final de cada linha de palavras um código de fiabilidade e até mesmo (sempre que possível) um acesso ao documento no qual essa tradução surgiu, o que lhe permite não só perceber a qualidade da tradução como até mesmo poder ler algo mais sobre o que procurava inicialmente.

Intuitivo, prático, fiável e gratuito.

Obviamente não é perfeito mas a perfeição existe?

Aqui fica o acesso: http://iate.europa.eu/

Não posso deixar de referir que qualquer documento importante (contratos, curriculum vitae, acordos, relatórios de contas, entre outros) , qualquer manual técnico, qualquer livro, enfim toda uma panóplia de textos escritos importantes devem passar sempre pelas serviços de um Tradutor Oficial.

Lembrem-se sempre que um tradutor automático não substitui de forma alguma um trabalho especializado e com diz o ditado “Por vezes o barato sai caro”.

Continuaremos com dicas úteis numa próxima edição. 

Artigo em formato PDF










Revista Digital Start&Go