O poder da cooperação:

As 7 chaves que podem levá-lo ainda mais longe como equipa

Oliver Röhrich
1 de Julho de 2017

Há um provérbio africano que diz: "Se quiser ir rápido, vá sozinho. Se quiser ir longe, vá em equipa."

Nas últimas 4 semanas tive o prazer de trabalhar com uma equipe de 48 alunos de um programa de mestrado executivo que decidiu caminhar juntos e viver de acordo com este provérbio à excelência. Eles criaram uma cultura de cooperação excecional.

Durante o programa tentamos analisar em conjunto as etapas que conscientemente ou inconscientemente tomaram para chegar a este ponto. Queria partilhar esses pensamentos, como poderiam ser inspiradores para outras pessoas. Aqui estão ideias deles:

CHAVE 1: faça um compromisso de ir juntos. Quando eles começaram há 2 anos atrás, na sua primeira sessão de teambuilding, organizado pela Universidade, os alunos decidiram passar pelo programa juntos, lutar juntos e ter sucesso juntos. Agora muitas pessoas podem tomar uma decisão como esta ... Mas eles colocaram a decisão diretamente em prática ...

CHAVE 2: uma viagem de mil milhas começa com o primeiro passo ... assim é a cooperação. A cooperação pode começar com uma pessoa. Um dos alunos depois das primeiras aulas, escreveu um resumo das aulas e enviou-o aos outros. Um estudante me disse: "Fiquei realmente surpreso. O resumo foi de tão boa qualidade. Outros alunos podem mantê-lo para si para obter um resultado melhor no exame. Mas ela compartilhou connosco. O que ela fez, motivou -nos: todo mundo estava a partilhar ideias."

Mas não parou por aí. A mesma estudante ofereceu-se para ajudar outros que tinham mais dificuldades em determinadas matérias dando uma aula particular: "Estou na Universidade na próxima quarta-feira, se quiser vir, posso ajuda-lo, se precisar de ajuda com as temáticas da aula de contabilidade.". Este foi o início de uma comunidade de aprendizagem, porque de repente também os outros se ofereceram para ensinar. E assim, em cada módulo tinham alguém, que ajudaria aos outros.

CHAVE 3: enquanto anda, seja aberto e partilhe. Nas aulas, os alunos partilhavam abertamente suas experiências das suas diferentes empresas, estavam interessados em aprender e faziam perguntas para compreender e aprofundar o seu conhecimento.

CHAVE 4: caminhar juntos ... precisa de organização. Os alunos criaram uma organização para a cooperação. Por exemplo, eles usaram um grupo google no qual eles partilhavam todas as suas informações, responderam a perguntas e ajudaram uns aos outros. E realmente usaram o grupo: Ao longo dos 2 anos criaram mais de 300 tópicos que foram discutidos.

O trabalho de organização sempre foi partilhado. Alguns foram responsáveis pelo upload de documentos, outros por cuidar do blog, outros por criarem listas. Desta forma, todos se envolveram e se sentiram parte da caminhada.

CHAVE 5: A caminhada tem momentos difíceis ... estejam lá um para o outro ... Uma caminhada pela vida tem altos e baixos ... ajudar uns aos outros em momentos críticos é crucial para criar confiança. Quando um dos alunos teve um problema de saúde, a equipa se uniu e ajudou ... e fomentou dessa maneira o sentimento de confiança ... "Estamos aqui, se precisares de nós".

CHAVE 6: em momentos críticos, conheça os seus valores ... Os momentos difíceis não só fomentaram a sua confiança ... como também ajudaram os alunos a compreender o seu mecanismo de tomada de decisão no grupo e as suas regras éticas. Uma vez confrontado com um incidente crítico antes de uma aula, o grupo discutiu abertamente a situação e tomou uma decisão baseada em seus valores. "Esses momentos críticos nos ajudaram a tornar nossos valores ainda mais claros. Ver quem somos como grupo e o que defendemos ... E também ver que viver sua vida com esses valores é uma grande vitória para todos nós", comentou um aluno.

CHAVE 7: ... e não se esqueça de rir e aproveitar o momento. E claro ... eles criaram momentos de felicidade, tanto na classe como fora da classe em jantares ... se divertiram ... riram ... são os melhores a provar que a aprendizagem pode ser uma experiência agradável e enriquecedora.

Como educador, é sempre um prazer estar com pessoas assim, enriquece tanto aos alunos quanto ao professor. E nesses momentos o tempo passa mais rápido do que nunca ... o que me leva de volta ao provérbio africano do início: os alunos decidiram ir em equipa ... e eles foram longe ... mas na minha opinião também foram rápidos. Pelo menos da minha perspetiva: Durante as 4 semanas com eles, as aulas passaram mais rápido do que qualquer outra classe que eu já fiz.

A conclusão: Cooperação funciona ... Arrisque-se a dar o primeiro passo ... e maravilhas vão acontecer. Então aqui está a pergunta para si: Qual é o primeiro passo que poderia dar hoje para cooperar?

Artigo em formato PDF

Revista Digital Start&Go

Últimas