Reinventando as regras do jogo

Quebrar as regras do jogo pode ser a forma de reinventar uma estratégia comercial. Mas como?

Paulo Bogas
26 de Fevereiro de 2016

Quebrar as regras do jogo pode ser a forma de reinventar uma estratégia comercial. Mas como? Encontrando um posicionamento distintivo no mercado e atractivo para os potenciais clientes, respondendo às seguintes questões:

  • Quem vai ser o meu cliente?

  • Que produtos ou serviços deverei oferecer a esses clientes?

  • Como oferecer esses produtos ou serviços de uma forma eficiente?

 

Na prossecução das respostas a estas questões, poderemos ter de explorar:

  • Segmentos novos, emergentes ou até mesmo já existentes de clientes negligenciados;

  • Novas formas de produzir, entregar ou distribuir produtos/serviços novos ou já existentes a clientes novos ou já existentes.

 

A persistência de gestão - adquirir a experiência necessária para explorar todo o potencial do novo produto; O compromisso financeiro e a inovação e determinação são os factores de sucesso para as empresas pioneiras., a quem se colocam, de um modo geral, os seguintes desafios:

  • criar a visão e o ambiente para a incubação de ideias inovadoras que quebrem os conceitos existentes no mercado;

  • Deter capital e garantir tolerância ao risco de forma a permitir o sucesso das ideias radicais.

 Analisados estes pontos, o primeiro poderá ser entendido como um “desafio criativo” e pode ser definido como a capacidade de uma “visão diferenciada”. Esta visão e os conceitos radicais consequentes têm origem na imaginação individual, o que necessita de ambiente próprio para estímulo dessa criatividade. O segundo ponto, constitui assim, o “desafio de implementação”, em que o trabalho de equipa é fundamental para alterar com sucesso as regras e competir com os preconceitos do mercado.

Em conclusão, as empresas que querem criar novos negócios deverão procurar oportunidades disruptivas.

Mas como identificar estas oportunidades? Deixo aqui algumas recomendações:

  • Está a escutar os seus clientes sem se cegar com os próprios preconceitos?

  • Pressionou-se suficientemente a economia do negócio? Que “trade-offs” e compromissos se está implicitamente a fazer para com os clientes?

  • Quais são as convenções ou assumpções que conduzem o pensamento e a decisão do negócio?

  • Que inovação será capaz de redefinir o negócio e em que medida pode mudar a forma de fazer negócio?

E como identificar uma estratégia desafiadora? Garanta que a sua estratégia é caracterizada por estes cinco comportamentos:

  • 1 - Catalizadora da inovação

    • Está a criar o espaço e e estímulo para o surgimento de ideias com focalização na inovação?

    • Estimula o espírito empreendedor por parte dos colaboradores? Dota-os de técnicas de inovação e criatividade?

 

  • 2 - Disruptora com o “status quo”, i.e., pôe em causa as regras do jogo através de novas formas de concorrer, orientada pela necessidade de mudança?

  • 3 - Tolerância ao risco:

      • Permite canibalização interna?

      • Sabe lidar com o fracasso de ideias?

      • Permite a experimentação?

 

  • 4 - Liderança inspiradora:

      • Garante fluidez no processo do “Go to the market”?

      • Envolve todos os colaboradores na definição dos objectivos e decisões?

      • Recorre a equipas multifuncionais?

 

  • 5 - Recompensadora

      • Cria sistemas de recompensa individuais?

      • Promove a competitividade interna entre indivíduos e departamentos?

 

Revista Digital Start&Go