Aposta nos negócios Online – Uma realidade

A tecnologia é a força impulsionadora da globalização e o ritmo da transformação está a tornar-se tão rápido que a capacidade de mudança transformou-se numa vantagem competitiva.

Ruben Soares
9 de Agosto de 2017

A tecnologia é a força impulsionadora da globalização e o ritmo da transformação está a tornar-se tão rápido que a capacidade de mudança transformou-se numa vantagem competitiva. Com a aceleração do ritmo desta mudança, as empresas já não podem contar só com as antigas práticas empresariais para sustentarem a prosperidade.

As tecnologias da informação (TI), a consequente globalização da economia e a relativização das distâncias abrem às empresas novas perspetivas de desenvolverem novos modelos de negócios, nomeadamente fomentarem os negócios online.

Esta nova forma de atuar no mercado, proporcionada pela Internet, dita novas formas de planeamento e de atuação, visando a melhoria da competitividade e a conquista de novos nichos, já que nos encontramos na era digital, onde as novas tecnologias são um imperativo para o sucesso empresarial.

Os novos modelos de negócio assentes nas TI abrem as portas para uma nova maneira de negociar, onde o papel ativo do cliente é preponderante para o sucesso e desenvolvimento das empresas que apostem neste tipo de negócio.

A compra e venda nos negócios online tornam-se muito mais automatizadas e a distância física deixa de ser um obstáculo comercial, ou seja, as empresas estarão conectadas umas com as outras e com os clientes. O tempo e a distância, que no passado atuaram como obstáculos à circulação de mercadorias, perdem importância atualmente.

Esta nova forma de se fazer negócios impõem mutações dramáticas à generalidade das empresas quer ao nível dos processos, quer nas formas de comunicar os seus produtos/serviços.

O baixo custo de acesso à internet permite um aumento exponencial dos negócios online, comportando um sistema de compra interativa, onde o cliente tem à disposição toda uma série de menus que expõem e explicam as características do produto/serviço por exemplo.

Uma empresa que aposte num negócio online pode atingir um mercado à escala global, sem comportar grandes investimentos financeiros, ter um acesso direto ao cliente final, bem como um aumento da produtividade, da competitividade e da qualidade dos serviços.

Numa loja online, por exemplo não existem despesas extras como renda, água, luz, etc. O negócio pode ser feito a partir de qualquer lado. Além disso, uma loja online, não tem a mesma manutenção do que um espaço físico, logo necessita de menos recursos humanos para funcionar.

Outro fator que faz agora a diferença é a otimização que se deve ter nos seus websites para aumentar a visibilidade dos mesmos e a possibilidade que estes têm para a portabilidade de captação de mais potenciais clientes, sempre com o intuito de potenciar ao máximo o retorno do investimento realizado ao criar a sua loja online.

Este tipo de negócio oferece determinadas oportunidades para as empresas, tais como a facilidade de atingir e alargar novos mercados, a exigência de novas aplicações e desafios tecnológicos e serviços mais personalizados, mais baratos e acessíveis a um maior número de potenciais clientes.

Não podemos descurar o facto que o cliente online é caracterizado por ser mais exigente, requerendo o produto à sua medida. As empresas devem impressionar e aliciar o cliente novo, para que este crie uma fidelização com o produto; as promoções, os brindes e, até o próprio agradecimento da escolha do produto, contribuem para que o cliente continue a consumir o produto e a utilizar a compra eletrónica.

A própria retenção dos clientes online depende muito da qualidade do serviço, em particular, do pós-venda. Assim, todo o ciclo de venda, que vai desde a encomenda, o pagamento e entrega, as possíveis reclamações até aos pedidos de informação do cliente, não devem ser descurados, de forma a garantir a sua fidelização.

O cliente hoje em dia valoriza soluções práticas, cómodas e convenientes, com a possibilidade tecnológica de utilizar um canal como a internet para fazer algo tão simples, mas essencial, como as compras para a casa por exemplo.

Em suma, negócios pela Internet reduzem custos e atingem milhões de pessoas em todo o mundo.

Revista Digital Start&Go

Mais vistas


Mesmo autor